email para contactos:
depressaocolectiva@gmail.com

sexta-feira, 4 de março de 2016

Terapia ( 17)

Semana interessante.

1) Uma mulher, hoje com quarenta e muitos, que já conhecia porque ajudámos o marido, resolveu contar. Fez famíia e uma pequena empresa com o marido.
 Começou a ser abusada aos três anos pelo pai e pela mãe.  Continuou até aos catorze, altura em que engravidou. A criança foi adoptada. O pai  foi condenado e cumpriu pena, a mãe também, mas menor. Ela ainda guarda  um vestido que usava aos três anos. 

2) Os meus melhores sucessos actuais, salvo um, são vistos pelos doentes   como semi-fracassos. Já as terapias mais bem sucedidas não me deram muito trabalho, o mérito é delas.

6 comentários:

  1. Eu diria que as obras literárias tb são sucessos. Não vem 1 à caminho? A minha terapia deve ser 1 puzzle de 5000 peças que para haver sucessos, demora demora demora...mas senão ia aborrecer-se sem mim e as minhas maluquices :)

    Cumprimentos
    HT

    ResponderEliminar
  2. não me aborreço de ti, isso podes ter a certeza.

    ResponderEliminar
  3. Gostava muito de ser vista por um terapeuta. Só para perceber o que é que falhou no meio de tanta felicidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ehehehh excelente fórmula, lembra o Kraus...

      Eliminar
  4. Sejamos positivistas : Semi-fracassos são também semi-sucessos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quem deram a muita gente somar semi-sucessos ao longo do tempo...

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.